O que é Atitude?

Atitude é uma norma de procedimento que leva a um determinado comportamento. É a concretização de uma intenção ou propósito.

De acordo com a psicologia, a atitude é comportamento habitual que se verifica em circunstâncias diferentes. As atitudes determinam a vida anímica de cada indivíduo. As atitudes são patenteadas através das reações repetidas de uma pessoa. Este termo tem particular aplicação no estudo do caráter, como indicação inata ou adquirida, relativamente estável, para sentir e atuar de uma forma determinada.

No contexto da pedagogia, atitude é uma disposição subjacente que, com outras influências, contribui para determinar uma variedade de comportamentos em relação a um objeto ou a uma classe de objetos e que inclui a afirmação de convicções e de sentimentos a seu respeito e a respeito de ações de atração ou de rejeição. A formação de atitudes consideradas favoráveis ao equilíbrio do indivíduo e ao desenvolvimento da sociedade é um dos objetivos da educação.

Na sociologia, atitude consiste em um sistema de valores e crenças, com certa estabilidade no tempo, de um indivíduo ou grupo que o predispõe a sentir e reagir de uma determinada forma perante dados estímulos. Muitas vezes, a atitude é associada a um grupo ou mesmo a um gênero. Por exemplo, um determinado comportamento pode ser classificado como atitude feminina ou atitude de homem.

A atitude pode culminar em uma determinada postura corporal. Uma atitude ameaçadora é uma postura corporal que expressa agressividade, e pode ser um mecanismo de defesa ou forma de intimidação. Esse tipo de atitude é comum nos seres humanos e em várias outras espécies do reino animal.

No ballet, atitude é o nome da posição do corpo sobre uma perna. A outra, levantada e dobrada pelo joelho, é levada para trás ou para a frente, em que um dos braços sobe acima da cabeça, tomando a forma de abóbada, enquanto o outro forma um ângulo de 90º com o corpo.

Atitude filosófica
Tendo em conta que filosofia é o caminho de quem ama a sabedoria, uma atitude filosófica significa não aceitar algo que é considerado como verdade absoluta sem antes pensar sobre essa determinada "suposta verdade". É ter pensamento crítico e não se basear no senso comum, que muitas vezes pode levar a enganos.

0 Comments

Empreender, afinal o que é?

Empreender é sinônimo de acreditar, planejar, controlar e agir. É enxergar condições sob ângulos de rara visão e buscar um foco nem sempre facilmente reconhecido. É sair da zona de conforto e abrir mão de rotinas de manutenção de um status acomodado. E, para que você acredite em algo, é preciso que o assunto seja estudado. Ninguém acredita naquilo que desconhece. Portanto, antes de dizer que você está disposto a empreender, é preciso dizer que você esteja disposto a aprender!

Aprender significa ler, conversar, pesquisar. Dar o primeiro passo, o segundo, o terceiro e eventualmente cair. Cair faz parte do aprendizado. Cair concede-nos a experiência, o controle de futuros resultados que poderão ser premeditados a medida que tivermos aprendido. Empreender é uma mistura da teoria e prática diretamente relacionadas. Quanto mais se sabe da primeira, mais ação é requerida da segunda. Ou seja, quanto mais se estuda, mais se pratica. A teoria sem aplicação prática é mera utopia. Quando você empreende, você cai, todos caímos, é assim mesmo!

Planejar inclui, refletir, disciplinar e abdicar. Abdicar de possíveis confortos temporários, disciplinar para foco no resultado e refletir para que rumos sejam frequentemente ajustados. O controle é a chave final do sucesso do empreendedor. Saber guardar seus próprios pensamentos e expor seus conceitos somente quando tiver certeza da sua verdadeira aplicabilidade é característica dos vencedores. Além disso, controlar os recursos investidos, sejam eles materiais ou emocionais também faz parte do projeto. Ou seja, tanto a quantia a ser investida quanto a veemência de um argumento afetam o equilíbrio do objetivo final.

Finalmente, não é da noite para o dia que empreendedorismo é aprendido. Empreender é principalmente criar, inovar e gerar frutos. E como tudo na vida requer talento, vontade, sensibilidade e preparação para quando houver a oportunidade!

Por Carlos W. Martins